Tudo sobre música você encontra aqui

Bateria Acústica – Qual É A Melhor? Confira O Top 6

Tudo que você precisa saber sobre bateria acústica: história, partes, tipos e dicas práticas. Um guia descontraído e cheio de informação!
Bateria Acústica

Bateria Acústica – Qual É A Melhor? Confira O Top 6

Veja outros conteúdos no Geek Musical:

Fala, galera! Se vocês estão na busca de daquela bateria acústica top, chegaram ao lugar certo. Nesse artigo, vamos bater um papo sobre tudo que envolve esse instrumento incrível, desde suas características até algumas dicas bacanas pra quem tá começando.

Pra quem curte música e quer saber mais sobre bateria acústica, a gente também tem um artigo super bacana sobre as melhores baterias eletrônicas. Vale a pena conferir! E aí, bora começar essa jornada musical?

Veja também:

Vamos aos produtos selecionados pelo Geek Musical:

🏆 1 - Bateria Acústica Michael Trinity DMT222 GT

O som que faltava na sua vida!

Já pensou em ter uma bateria acústica que além de estilosa, manda ver no som? Então, se liga na Michael Trinity DMT222 GT! Esse kit é pra quem quer arrasar, seja no estúdio, no palco ou até no quarto (desculpa, vizinhos!).

Mais do que um instrumento, uma experiência!

Cara, essa batera é demais! A Michael Trinity vem com casco em Poplar e acabamento em celuloide, garantindo um visual que, sério, vai deixar todo mundo de boca aberta. E o som? Ah, é de arrepiar! Tem tons rasos que dão aquela sonoridade moderna e versátil que a gente tanto curte.

Características Principais

  • Madeira: Casco em Poplar com acabamento em Celuloide
  • Hardware: Tons 10’’x07″ e 12’’x09″, Surdo de chão 14’’x12″, Bumbo 20’’x16″, Caixa 14’’x5,5″ com 8 afinações e Automático do tipo “Trava”
  • Ferragens: Estante de prato reta, pés do surdo extralongos (62mm)
  • Extras: Banco acolchoado, pedal de bumbo, prato de chimbal (Hit-Hat), prato de ataque (Crash), par de baquetas 5A
  • Peles: Peles Filme Simples para bumbo, surdo e tons; pele porosa para caixa

Prós

  • Visual incrível: O acabamento em celuloide deixa a bateria super estilosa.
  • Som versátil: Tons rasos que garantem uma dinâmica top.
  • Durabilidade: Construída com materiais de primeira, essa bateria vai durar muito.
  • Conforto: Pés telescópios no bumbo e surdo com pés extralongos que facilitam na hora de tocar.

Contras

  • Montagem: Pode ser um pouco trabalhoso pra quem nunca montou uma bateria antes.
  • Espaço: Precisa de um bom espaço pra acomodar todas as peças, então se liga nisso.

2 - Bateria Acústica Michael Trinity DMT220 GT

Sonzeira garantida!

Fala aí, pessoal! Se vocês estão na vibe de uma bateria que manda super bem e ainda tem um visual de cair o queixo, apresento a vocês a Michael Trinity DMT220 GT. Essa belezura é pra quem quer tocar com estilo e qualidade.

Mais detalhes pra você se amarrar!

Então, o que faz essa bateria ser tão especial? Primeiramente, a Michael Trinity DMT220 vem com casco em Poplar e acabamento em celuloide, o que já dá aquele visual show. Os tons rasos dão um som moderno, perfeito pra qualquer estilo musical.

Características Principais

  • Madeira: Casco em Poplar com acabamento em Celuloide
  • Hardware: Tons 10’’x07″ e 12’’x09″, Surdo de chão 14’’x12″, Bumbo 20’’x16″, Caixa 14’’x5,5″ com 8 afinações e Automático do tipo “Trava”
  • Ferragens: Estante de prato reta, pés do surdo extralongos (62mm)
  • Extras: Banco acolchoado, pedal de bumbo, prato de chimbal (Hit-Hat), prato de ataque (Crash), par de baquetas 5A
  • Peles: Peles Filme Simples para bumbo, surdo e tons; pele porosa para caixa

Prós

  • Som de qualidade: Os tons rasos proporcionam uma sonoridade top.
  • Durabilidade: Feita com materiais resistentes, essa bateria é pra durar.
  • Conforto: Pés telescópios no bumbo e surdo com pés extralongos facilitam na hora de tocar.
  • Visual: O acabamento em celuloide é um show à parte.

Contras

  • Espaço: Como toda bateria completa, precisa de espaço pra montar tudo.
  • Montagem: Pode ser um pouco complicada pra quem não tem experiência.

3 - Bateria Acústica Nagano Onix Smart Amarelo BGL 22

Explode de estilo e som!

Salve, galera! Se você quer uma bateria que não só entrega um som animal, mas também tem um visual arrasador, a Nagano Onix Smart é a escolha certa. Esse kit é perfeito pra quem quer se destacar no palco ou no estúdio.

Manda muito bem!

A Nagano Onix Smart vem completíssima, com tons, surdo, bumbo e caixa que garantem uma sonoridade perfeita. Os pratos também são um show à parte. É o kit completo pra quem quer começar com o pé direito ou dar aquele upgrade no equipamento.

Características Principais

  • Ferragens: Pedal de bumbo, máquina de chimbal, estante de caixa, estante de prato reta, banco Onix
  • Pratos: 1 Hi-Hat 14″, 1 Crash/Ride 16″
  • Configuração: Tons 10″ x 6,7″ e 12″ x 7,5″, Caixa 14″ x 5,5″, Surdo 16″ x 15″, Bumbo 22″ x 17″
  • Extras: Pé de bumbo telescópico, caneca de fixação reforçada, pele de bumbo com anel abafador, cascos de 7mm, tom holder – Joint Ball, travas com memórias, banco reforçado com base fundida

Prós

  • Kit completo: Vem com tudo que você precisa pra tocar.
  • Visual top: O amarelo BGL é chamativo e estiloso.
  • Qualidade: Materiais de primeira garantem durabilidade e som de qualidade.

Contras

  • Peso: É um kit robusto, então pode ser pesado pra carregar.
  • Espaço: Precisa de espaço pra montar tudo confortavelmente.

4 - Bateria Acústica Vogga VPD924

A queridinha dos iniciantes!

E aí, pessoal! Se você tá começando no mundo da bateria e quer um kit que tenha tudo e mais um pouco, dá uma olhada na Vogga VPD924. Essa belezinha é perfeita pra quem tá dando os primeiros passos, mas já quer arrasar nas baquetas.

Tudo que você precisa e muito mais!

A Vogga VPD924 vem completinha, com casco em Poplar e ferragens resistentes. Os tambores e pratos garantem um som maneiro e a montagem é super tranquila. Perfeito pra quem quer começar sem dor de cabeça.

Características Principais

  • Casco: Poplar com 7mm de espessura e 6 folhas
  • Tons: 10”x8” e 12”x09”
  • Surdo de chão: 16”x16”
  • Bumbo: 22”x16”
  • Caixa: 14”x5,5”
  • Ferragens: Dupla super resistente
  • Extras: Banco, pratos, par de baquetas

Prós

  • Preço: Ótimo custo-benefício.
  • Montagem fácil: Tranquila de montar, até pra quem é iniciante.
  • Kit completo: Vem com tudo que você precisa pra começar.

Contras

  • Pratos: Os pratos são básicos, mas dá pra começar numa boa.
  • Upgrades: Com o tempo, pode querer dar um upgrade nas peles e pedal.

5 - Bateria Acústica 2T Cromada Preto com Banco NY-F1RST

Qualidade e estilo em um só kit!

Salve, salve, galera! Se você tá procurando uma bateria que une qualidade, durabilidade e um visual maneiro, a NY F1RST 2T é pra você. Esse kit é ideal pra quem quer um som de qualidade sem gastar uma fortuna.

O kit que manda bem!

A NY F1RST 2T vem com ferragens cromadas e reforçadas, garantindo durabilidade. A caixa de madeira e os pratos inclusos completam o pacote, fazendo dela uma opção massa pra qualquer baterista.

Características Principais

  • Marca: NY F1rst
  • Modelo: 2T
  • Cor: Preto
  • Ferragens: Cromadas
  • Peles: Transparentes
  • Caixa: Madeira

Componentes do Kit

  • Tom 12” x 8”
  • Tom 13” x 9”
  • Caixa 14” x 5,5”
  • Surdo de Chão 16” x 16”
  • Bumbo 20” x 14”
  • Estante Reta Retrátil
  • Estante de Caixa
  • Máquina de Chimbal
  • Banco
  • Pedal de Bumbo
  • Pratos: 2 Chimbal, 1 Ataque
  • Par de Baquetas

Prós

  • Durabilidade: Ferragens reforçadas garantem que vai durar.
  • Kit completo: Vem com tudo que você precisa pra tocar.
  • Preço: Boa relação custo-benefício.

Contras

  • Peso: Pode ser um pouco pesado pra transportar.
  • Espaço: Precisa de um bom espaço pra montar.

6 - Bateria Acústica Nagano GARAGE ROCK 22 GVS

Para os roqueiros de plantão!

E aí, galera! Se você curte um rock de verdade, precisa conhecer a Nagano Garage Rock 22 GVS. Essa bateria é perfeita pra quem quer um som potente e um visual que impressiona.

Rock na veia!

A Nagano Garage Rock 22 GVS vem com sistema de suspensão, ferragens reforçadas e peles duplas, garantindo um som poderoso e harmônicos controlados. É a escolha certa pra quem quer mandar bem no palco ou no estúdio.

Características Principais

  • Bumbo: 22”x16”
  • Caixa: 14”x6,5”
  • Tons: 10”x08” e 12”x09”
  • Surdo: 16”x16”
  • Madeira: Hard Poplar
  • Ferragens: 2 Estantes de prato (reta e girafa), Máquina de chimbal, Estante de caixa, Pedal de bumbo simples, Tom Holder “joint ball”, Banco

Prós

  • Som potente: Ideal pra quem curte um som mais encorpado.
  • Durabilidade: Ferragens reforçadas e peles duplas garantem longa vida.
  • Visual: Estilo roqueiro que impressiona.

Contras

  • Peso: Pode ser pesado pra transportar.
  • Espaço: Precisa de espaço pra montar tudo.

Tudo Sobre Bateria Acústica

Hoje vamos bater um papo sobre um dos instrumentos mais fascinantes e versáteis do mundo da música: a bateria acústica. Se você é daqueles que curte fazer barulho (no bom sentido, claro) e ditar o ritmo, a bateria é a sua praia!

A bateria é um conjunto de tambores e pratos de metais que, juntos, formam uma verdadeira orquestra de percussão. E o mais legal? Ela é tocada com dois bastões chamados baquetas. Já imaginou o poder que você tem nas mãos ao segurar uma dessas?

História da Bateria

Vamos viajar um pouco no tempo? A bateria tem uma história antiga e multicultural. Os tambores, que são parte essencial da bateria, existem desde o período neolítico. Eram feitos de troncos ocos e cobertos com pele ou couro de animais. Já os pratos têm registros desde o Antigo Egito! Muito louco, né?

Mas a bateria como conhecemos hoje só começou a tomar forma no início do século XX, com a invenção do pedal por William F. Ludwig. Esse cara mandou bem demais, porque graças a ele, um único músico pode tocar vários tambores e pratos ao mesmo tempo.

Bateria no Brasil

E no Brasil? Bom, a bateria chegou por aqui no início do século passado. Foi trazida pelo pianista e baterista Harry Kosarin. Desde então, a bateria passou a fazer parte da nossa música, desde o samba até o rock. Não é à toa que temos grandes bateristas brasileiros que são referência mundial.

Partes da Bateria

Agora vamos dar uma olhada mais de perto nas partes que compõem uma bateria:

  • Caixa: É aquele tambor achatado que fica na altura do joelho. O som pode ser tirado tanto do contato das baquetas na pele quanto no aro.
  • Chimbal: Também conhecido como hi-hat, é formado por dois pratos que são acionados por um pedal. Faz aquele som característico “tssss”.
  • Bumbo: O grandão que fica no chão e é tocado com um pedal. É o tambor mais grave da bateria.
  • Tom: São os tambores menores que ficam presos em cima do bumbo ou em estantes. Normalmente, tem dois ou três.
  • Pratos: São os discos metálicos que dão aquele som agudo e estridente. Tem os de condução, que ditam o ritmo, e os de ataque, usados nas viradas e efeitos.
  • Surdo: Um tambor que fica no chão, menos grave que o bumbo, e que dá um som mais aveludado.

Tipos de Bateria

Existem vários tipos de baterias, e cada uma tem suas particularidades. Vamos conhecer os principais tipos:

  • Baterias Acústicas: As mais tradicionais e usadas em shows, estúdios, igrejas, etc. Tem um som natural e poderoso. Essas são o foco desse artigo!
  • Baterias Eletrônicas: Essas são high-tech! Produzem som através de módulos eletrônicos e são ótimas pra quem precisa de algo mais compacto e versátil. Falamos sobre as baterias eletrônicas neste artigo.
  • Baterias de Estudo: Ou, baterias práticas – São mais simples e feitas para praticar sem fazer tanto barulho. Ótimas para quem está começando ou quer aprimorar a técnica.

Como Tocar Bateria

Tocar bateria pode parecer difícil no começo, mas com prática e dedicação, dá pra tirar de letra. O segredo é ter coordenação motora, ritmo e, claro, muita paixão pelo instrumento.

Para começar, você pode praticar os movimentos básicos e gradualmente ir adicionando mais complexidade. Existem muitos tutoriais online e cursos que podem ajudar. E o mais importante: se divirta! Tocar bateria é uma experiência incrível.

Dicas para Bateristas Iniciantes

  1. Pratique regularmente: A prática leva à perfeição. Dedique um tempo todos os dias para tocar.
  2. Escute muita música: Isso ajuda a entender diferentes ritmos e estilos.
  3. Use metrônomo: Isso vai ajudar a manter o tempo correto.
  4. Faça aulas: Um professor pode guiar seu aprendizado e corrigir erros.
  5. Experimente: Não tenha medo de tentar coisas novas e desenvolver seu próprio estilo.

Evolução da Bateria

A bateria evoluiu muito ao longo do tempo. Desde os tambores rudimentares do período neolítico até os kits modernos que vemos hoje, esse instrumento passou por muitas transformações. A introdução do pedal, das estantes e dos pratos foram marcos importantes nessa evolução.

A Importância da Bateria na Música

A bateria é essencial em quase todos os estilos musicais. Ela é a responsável por ditar o ritmo e manter a banda no tempo. Sem uma boa bateria, a música perde muito de sua energia e impacto. Por isso, ser baterista é ter uma responsabilidade enorme, mas também uma grande honra.

Curiosidades Sobre a Bateria

  • Os primeiros tambores foram feitos de troncos ocos e cobertos com pele de animais.
  • Os pratos eram usados na antiguidade para afugentar maus espíritos.
  • A invenção do pedal revolucionou a forma de tocar bateria, permitindo que um único músico tocasse vários tambores simultaneamente.

A Bateria na Cultura Pop

A bateria também tem um lugar especial na cultura pop. Quem não conhece o icônico solo de bateria de “In the Air Tonight” do Phil Collins? Ou a performance energética do Keith Moon, do The Who? Esses são apenas alguns exemplos de como a bateria pode roubar a cena e se tornar a estrela do show.

Considerações Finais

A bateria acústica é um instrumento fascinante, com uma história rica e um papel fundamental na música. Seja você um iniciante ou um baterista experiente, sempre há algo novo para aprender e explorar. Então, pegue suas baquetas, sente-se atrás do kit e comece a fazer música. O mundo precisa do seu ritmo!

E não se esqueça de dar uma olhada no nosso artigo sobre as melhores baterias eletrônicas. Com certeza vai complementar o que você aprendeu aqui e te deixar ainda mais preparado pra mandar bem na música. Até a próxima, pessoal!

Perguntas Frequentes

  • O que é uma bateria acústica?

    A bateria acústica é um conjunto de tambores e pratos que, juntos, formam um instrumento de percussão completo. É tocada com baquetas e é responsável por ditar o ritmo da música.

  • Qual é a função principal da bateria na música?

    A função principal da bateria é ditar o ritmo da música, mantendo todos os instrumentos sincronizados e dando energia e dinamismo às composições.

  • Quais são as partes principais de uma bateria acústica?

    As partes principais de uma bateria acústica são: caixa, chimbal, bumbo, tom, pratos e surdo. Cada uma tem um papel específico na criação do som.

  • Como surgiu a bateria moderna?

    A bateria moderna começou a se formar no início do século XX, com a invenção do pedal por William F. Ludwig. Essa inovação permitiu que um único músico tocasse vários tambores simultaneamente.

  • Quais são os tipos de baterias disponíveis?

    Existem três principais tipos de baterias: acústicas, eletrônicas e de estudo. Cada uma tem suas características e é adequada para diferentes necessidades e estilos de música.

  • Qual é a melhor dica para um baterista iniciante?

    A melhor dica é praticar regularmente e usar um metrônomo para manter o tempo. Além disso, ouvir muita música e, se possível, fazer aulas com um professor são ótimas formas de melhorar.

  • Por que a bateria é importante na música?

    A bateria é importante porque dá o ritmo e a energia da música, mantendo todos os instrumentos no tempo e proporcionando uma base sólida para a melodia e harmonia.

  • Como a bateria evoluiu ao longo do tempo?

    A bateria evoluiu desde tambores rudimentares do período neolítico até os kits modernos com múltiplos tambores e pratos. Inovações como o pedal e as estantes permitiram a criação da bateria moderna.

Ofertas do dia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Available for Amazon Prime