Unknown Pleasures diverte e entristece fãs do Joy Division

> por Luiz Augusto Lima Na edição brasileira de Unknown Pleasures, biografia do Joy Division escrita por Peter Hook (ex-baixista da banda e, posteriormente, do New Order), o prefácio é assinado pelo guitarrista Edgard Scandurra. No final de seu texto introdutório, diz esperar que o livro inspire os...

Fora do Tom – as memórias de Sting

“O Rebeca é um pequeno clube noturno no centro de Birmingham. Aparentemente os promotores fizeram o suficiente para reunir uma multidão naquele que, para a gente, será um show decisivo. Sabemos o quanto está em jogo nessa noite e precisamos desesperadamente de um empurrãozinho em nosso moral. Stewart...

A Música No Seu Cérebro (Daniel J. Levitin, 2006)

Você já parou para pensar por que se tornou um Geek Musical? Por que gosta tanto de certas músicas? De onde veio seu interesse por música? Como ele se desenvolveu? Por que você gosta mais de certos estilos do que de outros? Por que alguém se torna um músico melhor e outros não? Como funciona a...

‘Some Kind Of Monster salvou o Metallica’

Mark Eglinton é jornalista, autor de livros e foi ghost writer de Rex Brown no livro sobre sua carreira e seus conturbados dias no Pantera (confira a resenha aqui). A outra grande empreitada musical/literária de Eglinton foi a biografia de James Hetfield, líder do poderoso Metallica. O livro segue a mesma...

Verdade Oficial nos Bastidores do Pantera – Rex Brown com Mark Eglinton (2014)

O Pantera foi uma das grandes bandas de metal dos anos 90 – tanto em termos de vendagem quanto de influência. Quando um grupo chega em níveis assim de relevância, sua trajetória apresenta muitas histórias e polêmicas. E, como sempre, temos várias versões e opiniões diferentes sobre um mesmo...

Biografia de Renato Russo agrada, mas deixa lacunas

> por Luiz Augusto Lima É difícil escrever sobre Renato Russo. O roqueiro com alma de trovador transborda sentimentos contraditórios como se ainda estivesse em cena à frente de sua Legião Urbana. Se aqui estou, neste impasse para escrever um post, fico imaginando as agruras pelas quais passou Carlos...

Reações Psicóticas: Lester Bangs e a batalha com Lou Reed

Qualquer pessoa que lê sobre rock, já ouviu falar de Lester Bangs. E qualquer pessoa que se aventurou a escrever sobre rock, logo descobriu que ninguém foi tão longe quanto ele no ofício. Com seu estilo combativo e vitaminado pelas “anfetas”, Bangs foi a ponta-de-lança da crítica militante dos...

Ghost Rider, o autoexílio de Neil Peart

Em 2014 o Rush vai tirar umas férias e, portanto, estará longe tanto do estúdio quanto dos palcos. Mas os fãs não terão do que reclamar. Este ano, além do lançamento da versão deluxe em comemoração aos 40 anos do primeiro álbum, teremos também a tradução para o português do livro Ghost Rider...

Eu Sou Ozzy, o diário do Madman

Revisitando a discografia do Black Sabbath, enquanto me preparava para gravar os dois volumes do Tungcast especial sobre a banda, mergulhei também nas biografias de seus integrantes. O livro de Tony Iommi apresentou a narrativa mais pelo lado do geek musical, já que era dele a função de compor os riffs e...

Iron Man, a autobiografia de Tony Iommi

“Tony Iommi é o verdadeiro pai do heavy metal”, afirma Brian May. “É o criador do som pesado”, diz Eddie Van Halen. “Ele é o Riffmaster e eu sou o que sou hoje por causa dele”, exagera James Hetfield. Ninguém hoje seria louco questionar que, se Tony Iommi não tivesse feito o que fez, o heavy...

« Older Entries