Aqui É O Meu Lugar, Paolo Sorrentino (2011)

Pôster Filme Aqui É O Meu Lugar

O diretor italiano Paolo Sorrentino foi o responsável pela realização do meu filme favorito, A Grande Beleza, de 2013. Mas, antes disso, ele fez um bonito filme chamado Aqui É O Meu Lugar. Esse lançamento tem alguns ingredientes que veríamos em A Grande Beleza: um protagonista forte, mas de alguma forma deslocado do mundo; reflexões sobre a vida; um visual bem cuidado, com grandes cenas e ótimos diálogos, com muitas boas frases. Não chega a ser um filme brilhante, mas é bem montado, sensível e com boas sacadas. Mas você pode se perguntar: esse site se chama Geek Musical ou Cinema Geek? Calma, eu explico o motivo do filme estar aqui.

Apesar de não ser um filme sobre música, há muitas referências musicais. Poderíamos dizer que, de certa forma, o universo musical é um personagem de apoio. Destaco algumas dessas referências neste texto. Para começo de conversa, o título original, This Must Be The Place, é uma música do grupo Talking Heads, do disco Speaking In Tongues, de 1983. No disco, o título da faixa ainda tem o complemento de (Näive Melody). A letra tem tudo a ver com o personagem principal, que parece meio perdido no mundo. Algumas passagens: “I feel numb, born with a weak heart / Guess I must be having fun (…) I’m just an animal looking for a home”. David Byrne, peça chave dos Talking Heads, faz participação especial no filme. Além de interagir com o personagem principal em dado momento, aparece com sua banda solo tocando uma ótima versão de “This Must Be The Place”, num plano sequência arrebatador. Para finalizar, Byrne ainda foi responsável pelo soundtrack da película.

Dito isso, chegamos ao personagem principal, Cheyenne, interpretado por Sean Penn. Ele é uma mistura da aparência de Robert Smith (The Cure) com a persona e físico do Ozzy Osbourne dos anos 2000, em versão low profile. Até sua esposa, mais durona do que ele, de alguma forma remete a uma Sharon Osbourne menos gananciosa e mais sensível. Seria um casal Osbourne mais equilibrado. Cheyenne, como não poderia deixar de ser, foi integrante de uma banda que fez muito sucesso há muito tempo, mas por um motivo específico desistiu de continuar. Desde então, ele apenas vaga pela vida.

Cena Filme Aqui É O Meu Lugar This Must Be The Place

Um dos momentos geeks mais divertidos do filme se dá quanto o personagem de Sean Penn discute com um garoto sobre os verdadeiros compositores da canção “This Must Be The Place”. Todo geek musical vai se identificar. Por fim, uma das personagens mais importantes do filme é Mary, interpretada por Eve Hewson (na foto acima). Você sabe quem é ela? Não? Ela é a filha de Bono Vox, do U2. Mais uma referência musica para geek nenhum botar defeito. “This Must Be The Place” pode não ser uma obra prima, mas não só vale por esses momentos musicais. É indicado para quem gosta de filmes reflexivos, focados nas emoções. E vale, também, pela maravilhosa cena final.

Veja o Trailer:

Comments are closed.