Animals As Leaders – The Joy Of Motion (2014) | Geek musical - para musicólogos e musicólatras / Tungcast - o podcast que debate música em nível geek

Animals As Leaders – The Joy Of Motion (2014)

animals as leaders the joy of motion capa

O Animals As Leaders  já apareceu por aqui em duas ocasiões: na Retrospectiva 2009 e na Rádio Tungcast 2011. O trio, capitaneado por Tosin Abasi, faz um metal progressivo instrumental baseado em guitarras virtuosas de 8 cordas. Em 2014, lançou seu terceiro álbum, o ótimo The Joy Of Motion, que é a afirmação do som do grupo. Aliás, registre-se que o trio manteve um alto nível em todos os seus lançamentos até aqui. O primeiro e auto-intitulado disco, de 2009, já apresentava muito bem sua proposta sonora. O seguinte, Weightless, de 2011, mostrava o amadurecimento geral dos músicos e das composições. Este The Joy Of Motion é a confirmação de seu potencial.

Registre-se que é um som para, digamos, “iniciados”. Ou seja, para aqueles que gostam de guitarras em alta velocidade, peso, quebras de ritmo, mudanças de andamento e todos os demais elementos do metal progressivo – e tudo isso em músicas instrumentais, sem vocais. Para um ouvido não acostumado pode soar como uma porção de notas jogadas a esmo. Mas raramente o são. O virtuosismo, quando usado com competência, se expressa numa linguagem própria. Tem formas, vocabulário, construções e semânticas específicos, que fazem todo o sentido no contexto das músicas.

Devaneios à parte, The Joy Of Motion começa muito bem com “Ka$cade”: na introdução, belos acordes limpos são passados para trás por uma parede de riffs nervosos, que guiam a música. É um bom indicativo do disco, com muitas mudanças de ritmo, além de um solo matador aos 03:44. “Air chrysalis” opta por um caminho mais leve, de acorde limpos em boa parte da canção. “Para mexer” traz um tempero latino, incluindo violões de nylon. “Physical education” se destaca por um clima mais descontraído e licks que lembram algo do fusion. Aliás, o miolo do disco reserva alguns dos melhores momentos. Além de “Physical education”, temos “Tooth and claw” – talvez a melhor do disco – e “Crescent”, de ritmo empolgante.

Durante toda a audição de The Joy Of Motion notamos como o som do Animals As Leaders é peculiar e marcante. Portanto, a grande questão para o trio nos próximos discos vai ser: como manter a sua identidade com frescor, sem soar como se estivesse repetindo a fórmula de seus três primeiros discos?

Ouça “Tooth and claw”:

Comments are closed.