Tungcast#065: Videocast – Felipe Machado & Viper (vol.1)

Baixe o áudio em mp3 (60 MB) – clique com o botão direito e escolha “salvar como”

Em mais um videocast, Diogo Salles e Rafael Fernandes agora trazem um convidado especial: o músico e jornalista Felipe Machado, que esteve conosco no estúdio para uma entrevista que vai ao ar em dois episódios.

Neste primeiro, ele fala da trajetória do Viper, desde os primórdios, em meados dos anos 1980, até o fim nos anos 90. Uma ótima conversa sobre a construção de uma banda, os problemas pelo caminho (como a saída do vocalista), a evolução do som e os motivos que levaram a banda a acabar – além de boas observações sobre o mercado da música e da transição do rock para o jornalismo.

Discos comentados: The Killera Sword (EP – 1985); Soldiers of Sunrise (1987); Theatre of Fate (1989); Evolution (1992); Maniacs in Japan (Ao vivo – 1993); Coma Rage (1994) e Tem Pra Todo Mundo (1996)

Créditos
Direção e edição de vídeo: Fernando Sciarra
Apoio: Garage Estúdio

13 Responses to “Tungcast#065: Videocast – Felipe Machado & Viper (vol.1)”

  1. Walter Vipermaniac disse:

    Espero que na proxima parte,ele fale do futuro da banda!,entrevista exelente com um dos melhores guitarrista do brasil!.

    • Diogo Salles disse:

      Walter, na segunda parte falaremos da turnê e das possibilidades para o futuro (ou não) da banda, além de trazer opiniões sobre o mercado da música hoje.

      Obrigado pela audição!

      Forte abraço
      Diogo

  2. Mateus de Bem disse:

    Cara queria saber se tem chance de o ANDRE MATOS fazer uma interview como essa. Falando sobre seus discos, sua carreira, pois a ideia de vocês é muito boa. Parabéns!

  3. Rafael Fernandes disse:

    Mateus, é uma ótima sugestão. No momento não temos previsão, mas quem sabe no futuro?

    Obrigado.

    Abs,

    Rafael Fernandes

  4. Rafael Fernandes disse:

    Valeu pelo comentário, Rodrigo!

    Abs,

    Rafael

  5. Rodrigo Annes disse:

    Ficou muito boa a primeira parte da entrevista com o Felipe Machado. Eu descobri o Viper no final dos anos 90 e cheguei a comprar o disco “Tem para todo mundo”, mas acabei me desfazendo dele há alguns anos. Fiquei apenas com a coletânea “Everybody Everybody”, que eu ressuscitei depois da entrevista e que está tocando agora. Um grande abraço e que venha a segunda parte!

  6. Walter Vipermaniac disse:

    Quando sai a segunda parte?

  7. iago barros disse:

    Videocast interessantissimo.
    Agora poderei conhecer a carreira do viper com clareza…

  8. Hugo Pimenta disse:

    Caraca, bateu um saudade enorme dos anos 90 vendo esse videocast. A entrevista ficou excelente.

    Curto Viper desde o lançamento dos discos e tenho os cds originais da epoca. Toco guitarra e Viper é referencia.

    Obrigado.

    Hugo