Tungcast#034: Empreendedorismo na música

scubiFlávio de Abreu entre Eric Samuel Taller e David Mcloughlin no stand da APAP 2011

 

Baixe em mp3 (43MB) – clique com o botão direito e escolha “salvar como”

00:00 – Apresentação: Flavio de Abreu, também conhecido como Scubi, dono da Scubidu Prods.
02:00 – Uma produtora não precisa ter uma sede, os custos são muito altos. Um laptop (MacBook) em casa resolve os problemas a custos bem menores.
03:30 - “O contato com músicos brasileiros durante um mestrado na França me fizeram entrar no mercado da música, para negociar melhor os contratos e firmar parcerias para esses artistas.”
08:00 – A obra intocável: ficar com os fonogramas e as fitas master deve ser uma exigência de todos os artistas? O declínio da indústria fonográfica abriu essa possibilidade.
11:00 – Comparecer anualmente e levar seus artistas ao Womex é um investimento imprescindível. Todos os festivais, produtores, artistas, rádios e editoras mais importantes da World Music estão lá.
14:40 – O percussionista Guem, radicado na França, tem vindo muito ao Brasil.
16:00 – A guerra do ECAD contra a nova lei de direitos autorais: O ECAD é uma caixa preta? Só só os artistas grandes ganham com isso? O governo propõe atuar como uma agência reguladora, abrindo todos os dados ao público — assim todos ganhariam.
19:00 – O ECAD é formado por diversas associações, que brigam entre si… “Para fazer um show para 200 pessoas, eu tenho que pagar 2 mil ao ECAD…”
20:30 – As derrotas na justiça da OMB : músicos e associações se uniram contra o status quo. O novo presidente Roberto Bueno entrou para mudar décadas da gestão Wilson Sandoli, mas pouco fez até agora.
27:00 – A Revista Trip foi a uma das “colônias de férias” da OMB, na Praia Grande.
28:00 – Há alguma alternativa entre o Sesc e o Via Funchal? O Studio SP, CB Bar, Livraria da Esquina e a Virada Cultural são bons apenas para a divulgação no circuito.
32:00 – A Lei Rouanet é mal elaborada, pois as empresas usam o benefício fiscal só para colocar dinheiro em artistas mais conhecidos, como Caetano e Ivete Sangalo. O governo pretende aumentar o controle para que essa distorção não ocorra, mas há resistências.
36:30 – Dicas para o novo produtor: estabelecer regras claras nos contratos firmados. Usar Facebook, MySpace para divulgação. Usar sites de download, como o Um Que Tenha, como parceiros — e não como adversários.
41:00 – Os artistas sabem se auto-produzir? Problemas na mixagem, trabalhos amadores acabam aparecendo. Administrando a obra: Itamar Assumpção nunca assinou com gravadora e hoje sua obra está toda disponível, sem burocracia.
43:00 – Encerramento: um produtor não vai trabalhar com um artista porque ele enviou material à produtora. Só trabalhará com ele depois de ir várias vezes ao show e depois de conhecê-lo muito bem no lado pessoal.

No Responses to “Tungcast#034: Empreendedorismo na música”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Entrevista para o Tungcast « SCUBIDU PRODS - [...] para o Tungcast TweetEscute a entrevista do sócio da Scubidu Prods., Flavio de Abreu, ao Tungcast, excelente podcast ...
  2. Entrevista para o Tungcast « Scubidu Prods - [...] a entrevista do sócio da Scubidu Prods., Flavio de Abreu, ao Tungcast, excelente podcast sobre o mercado da música, ...